Querer impor qualquer tipo de fé ou religião já é totalmente incongruente, afinal, cada pessoa deveria ser livre para decidir o que almeja seguir. Agora imagine poder ser condenado à morte por simplesmente não acreditar em Deus?

Infelizmente, isso ainda acontece em 13 países do mundo com o apoio das leis locais de cada um deles. Dá uma olhada na lista:

1.    Afeganistão

2.    Irã

3.    Malasia

4.   Ilhas Maldivas

5.   Mauritânia

6.    Nigéria

7.    Paquistão

8.   Qatar

9.   Arábia Saudita

10.   Somália

11.    Sudão

12.    Emirados Árabes

13.   Iémen

Em todo os países acima, quem não acredita em Deus, tem duas opções para não ser levado à morte: tentar fugir para outra nação (pedindo asilo político) ou viver uma vida de mentira para enganar a sociedade, chegando até a frequentar cultos e doutrinações para não levantar suspeitas.

Em uma conversa privada, um estudante iraniano vivendo atualmente na Austrália, me revelou que sua mãe, irmãos e ele mesmo não acreditam em Deus ou no islamismo, porém, são obrigados a mentirem para que permaneçam vivos. Nem mesmo os demais membros da sua família sabem disso, como o seu pai, tios e primos.

“Vir morar aqui na Austrália foi uma maneira de sobreviver sendo quem eu realmente sou e acredito”, disse ele, que preferiu não ser identificado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *