Um dos maiores símbolos norte-americanos, seja no tamanho ou na representatividade, é a Estátua da Liberdade.

Ela foi inaugurada no dia 28 de outubro de 1886, em Nova York, num evento com a presença de Grover Cleveland, o então presidente na época. Ele a batizou de “Liberdade Iluminando o Mundo”.

VOLTANDO UM POUCO MAIS NO TEMPO

O escultor francês Frédéric Auguste Bartholdi desenhou a Estátua da Liberdade, em 1885, inspirado em uma camponesa muçulmana.

A intenção original seria que a estátua ficasse exposta no Canal de Suez, que liga o Mar Vermelho e o Mar Mediterrâneo, simbolizando o desenvolvimento do Egito. Inclusive, o seu nome seria “Egito que leva a luz para a Ásia”.

Porém, por achar o valor da execução caro demais, o governante egípcio Isma’il Pasha cancelou o projeto.

DO EGITO PARA A AMÉRICA

Foi aí que Bartholdi se inspirou no grego Colosso de Rodes, modificou os desenhos e recriou a estátua. O designer responsável foi Gustave Eiffel, o mesmo criador da Torre Eiffel.

Depois de finalizada, a estátua foi desmontada e transportada em 214 caixas num navio direito para os E.U.A.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *