A polícia foi acionada devido a uma denúncia de um casal hétero que ficou chocado com a exibição do filme Azul É a Cor Mais Quente numa praça pública de Brasília, região da Asa Norte, na noite do dia 11 de julho.

Segundo o produtor cultural Sandro Biondo, responsável pelo evento Cinema ao Ar Livre promovido pelo Mimobar, o casal alegou que o filme continha conteúdo pornográfico e que isso era atentado ao pudor.

O filme Azul É a Cor Mais Quente, ganhador da Palma de Ouro no Festival de Cinema de Cannes em 2013, entre outros prêmios mundiais, conta a história de amor entre duas jovens lésbicas. 

Segundo Sandro Biondo, este é um caso de preconceito velado. “Nós já fizemos exibições no mesmo espaço com filmes que contém cenas semelhantes representando o sexo entre casais héteros, como Relatos Selvagens por exemplo, e nunca nunca ninguém reclamou e muito menos chamou a polícia”.

Apesar das ameaças do casal, a polícia não apareceu no local e o filme foi exibido até o final.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *