O Brasil é cheio de histórias e a paulistana Lélia da Silva, de 77 anos, tem uma ótima pra te contar.

 

15387464_10209348225717432_917735483_o

 

Moradora de São Paulo, no bairro de Pinheiros, há 8 anos Lélia estava com insônia e se incomodou com o som alto vindo de uma balada próxima da sua casa. Ela não pensou duas vezes e foi lá reclamar no dia seguinte.

 

15369830_10209348225757433_1967142325_o

 

Um dos sócios da balada a atendeu e perguntou como poderia ajudá-la. Lélia disse que gostava de ficar acordada durante a noite, porém, o som alto da casa noturna a estava incomodando na hora de assistir TV. Foi aí que ele lhe fez a proposta de começar a trabalhar lá.

“Nossa, eu topei na hora! Sempre fui um ser da noite, não gosto de ficar acordada durante o dia. A noite é a minha paixão. Agora eu venho aqui, vejo essa diversidade toda, esses jovens e isso me inspira. Melhor estar aqui do que estar em casa dormindo. Isso não é pra mim não!”, me disse ela enquanto fumava um cigarro sentada na porta da balada.

 

15388753_10209348225997439_1260161168_o

 

“Aqui, eles me pagam tudo direitinho, um salário bom, 13º salário, férias e me tratam muito bem. Sou extremamente feliz por ter esta ocupação noturna. E não vou parar nunca, quer dizer, só vou parar quando Deus quiser!”, completou Lélia quase às 3 horas da manhã de uma terça-feira.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *