Pra quem não sabe a diferença entre liberdade de expressão e discurso de ódio, fica aqui um bom exemplo.

A Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania de São Paulo condenou Levy Fidelix por “prática de discriminação homofóbica”.

Ele deverá pagar uma multa de R$ 25.070,00 por ter dito as frases abaixo durante um debate nas eleições de 2014.

– “Aparelho excretor não reproduz”.

– “Como é que pode um pai de família, um avô, ficar aqui escorado porque tem medo de perder voto? Prefiro não ter esses votos, mas ser um pai, um avô que tem vergonha na cara, que instrua seu filho, que instrua seu neto. Vamos acabar com essa historinha. Eu vi agora o santo padre, o papa, expurgar – fez muito bem – do Vaticano um pedófilo.”

– “Então, gente, vamos ter coragem. Nós somos maioria, vamos enfrentar essa minoria. Vamos enfrentá-los. Não tenha medo de dizer ‘sou pai, uma mãe, vovô’, e o mais importante é que esses que têm esses problemas realmente sejam atendidos no plano psicológico e afetivo, mas bem longe da gente, bem longe mesmo porque aqui não dá”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *