A modelo Goan Fragoso, que você já viu aqui nesta matéria em fotos que expressam a sua fluidez entre os gêneros masculino e feminino, fez um desabafo no seu Facebook após sofrer uma tentativa de assalto. Sabe aquela sensação de que a culpa é sempre do oprimido e nunca do opressor? Então…

goan-fragoso

Pela (falta de) lógica de alguns:

– Se alguém anda sozinho a noite, tá pedindo pra ser assaltado, sequestrado, esfaqueado, mutilado
– Se uma mulher usa uma saia curta, ela tá pedindo pra ser assediada ou estuprada
– Se um gay é afeminado em público, tá pedindo pra apanhar ou ser xingado
– Se um cara negro dirige um carro importado, tá pedindo pra levar enquadro da polícia. “Roubou, é?”
– Nordestino, quando chega em São Paulo, precisa ~neutralizar~ o sotaque.

A culpa é sempre da vítima. Nunca da falta de tolerância das pessoas ou da segurança pública debilitada das cidades. Já pensou nisso?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *