Um padre de Nova Iorque chamado Peter Miqueli, 53 anos, está sendo processado pelas igrejas em que ele já trabalhou (nunca havia pensado nisso, mas é tipo uma franquia, né). O suposto crime, ou pecado cometido por ele, seria o de ter desviado mais de 1 milhão de dólares ao longo da sua carreira eclesiástica. Parece que até um brechó mantido por uma das paróquias teve a sua verba desviada.

padre-miche
(Fotos by Complex)

A acusação afirma que Peter gastou toda esta fortuna com um garoto de programa conhecido como Keith Crist que, após alguns encontros que custaram mil dólares cada um, se tornou o seu amante sadomasoquista ao longo de dez anos. O jornal americano Daily News destacou algumas informações curiosas:

O padre chamava o seu amante de “mestre” (Deve ter assistido O Senhor Dos Anéis)
Ele comprou uma casa para o seu amado e o levou para inúmeras viagens na Itália (será que rolavam umas pool parties no Vaticano durante o verão europeu?)
Um dos fetiches do padre era beber a urina do “mestre” (Quase um golden shower de água benta)

Enquanto o processo rola na Justiça norte americana, o padre continua exercendo as suas funções na paróquia do Bronx. Quem não tá gostando nada desta história é a galera da foto abaixo, membros da paróquia atual do padre Peter.

igreja

Li aqui e reescrevi no Eaí?¿

One Response to Padre Furta Mais de Um Milhão de Igrejas e Gasta Tudo Com Amante Gosto$ão

  1. Douglas Macsan disse:

    Padres não podem ter esposa, ninguém falou sobre não ter um ”mestre”. Padre devoto esse, ajoelhou tem que ”rezar” Kkkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *