O deputado Jean Wyllys postou na sua conta do Facebook um vídeo no qual o candidato à prefeitura de São Paulo, Celso Russomanno, aparece num episódio do seu extinto programa de TV em que ele falava no final: “Estando bom para ambas as partes, eu sou Celso Russomanno”.

 

picmonkey_collage-5

 

Neste episódio, em que ele já exercia o cargo público de deputado e ainda arranjava tempo para ser apresentador de TV, Celso entra num supermercado e intimida as funcionárias a venderem produtos fracionados, ou seja, apenas 1 palito de fósforo, apenas 1 rolo da embalagem de papel higiênico e assim por diante.

Uma das funcionárias, visivelmente constrangida, ainda pede desculpas no final do programa. Isso depois de Russomanno ligar para a Polícia Militar do Estado de São Paulo e ameaçar prender quem, segundo ele, fosse “contra a lei” do código do consumidor que ele carrega nas mãos.

 

hqdefault

 

Depois disso, duas viaturas foram designadas para garantir que a vontade do atual candidato à prefeitura de São Paulo fosse feita.

Porém, segundo o próprio código do consumidor que você pode ler abaixo, fica claro que o produto não pode ser fracionado durante a venda.

 

captura_de_tela_2016-09-14_as_01-30-53

 

“A embalagem elaborada pelo fabricante deve ser desenvolvida e apresentada para revenda com todas as informações a respeito dos produtos.

A embalagem original de fábrica, lacrada, deve possuir as condições ideais para acondicionamento dos produtos, mantendo-os próprios para o consumo.

Deste modo, a apresentação do produto, como elaborada pelo fabricante, deve ser preservada, não sendo adequado que o produto seja fracionado para a venda.

(art. 30 do Código de Defesa do Consumidor)”.

Ainda segundo Jean Wyllys, “Para denunciar uma suposta irregularidade na venda de um produto, em vez de ir ao escritório dos empresários donos do supermercado escolhido para sua peça televisada ou até mesmo aos fabricantes dos produtos, Celso Russomanno humilhou e maltratou ao vivo uma funcionária que provavelmente recebe um salário equivalente ao que pessoas como Russomano gastam em um jantar. Covarde com os ricos e os poderosos e arrogante e violento com os pobres, os trabalhadores e as minorias oprimidas!”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *