Discotecária? Sim, era este o termo usado para se referir a uma DJ na década de 70. Mas foi no ano passado, em 2015, que a Sonia de Abreu recebeu uma condecoração na Assembléia de São Paulo por ser considerada a primeira DJ mulher do Brasil.

dia-dj-brasil
(Olha a carinha dela pra foto, ao lado do Seu Oswaldo, o primeiro DJ homem do país)

Sonia, que começou a discotecar em 1964, tem uma agenda de apresentações agitada ao longo da semana, com baladas, festas particulares, eventos e residência fixa em algumas casas noturnas de São Paulo. “Para as meninas que estão começando como DJ, eu sugiro estudarem muito, ouvirem de tudo e aprenderem a produzir as próprias músicas. E terem uma vida saudável, é claro!”. 

 

dj-mulher

 (Sonia ruiva em evento recente)

Num atual país em que os principais cargos são ocupados por homens, perguntei se ela já havia sofrido algum tipo de preconceito na sua profissão.

Sofri preconceito e continuo sofrendo. Agora duas vezes, uma por ser mulher e outra por ser velha. Tenho 65 anos e 52 deles são de pista”. 

E se alguém tem história pra contar, essa pessoa é a Sonia. 

1977

discotecaria-sonia-abreu

A Sônia saiu num jornal com a machete “O balanço da discotecária” como destaque da inauguração da discoteca paulista Papagaio Disco Club, uma das mais ~descoladas~ da época. A decoração do lugar tinha bicicletas penduradas no teto, luzes de neon, espelhos, fumaça de gelo seco e projeções de filmes de 16mm nas paredes.

1978

Ela, que já havia trabalhado como produtora musical da Rádio Excelsior/Globo e da Som Livre, recebeu um Disco de Ouro por ter produzido a música Automatic Lover, de D.D.Jackson. E ela mesma propôs que o lançamento fosse feito na TV e não nas rádios.

INÍCIO DOS ANOS 80

Dentro de uma Kombi equipada com um poderoso esquema de som, a Sonia saia por algumas ruas de São Paulo com o que ela chamava de Rádio Móvel Ondas Tropicais. Rua Augusta, Parque Ibirapuera, Praça do Pôr do Sol e o Bosque do Morumbi foram alguns dos lugares que ela já estacionou as suas festas.

1986

ondas-tropicais

Depois do ônibus, ela resolveu levar o seu projeto musical para as praias. Como? Com um barco de 60 pés que direcionava a música para a galera que estava nas areias do litoral paulista e algumas praias cariocas.

E DE LÁ PRA CÁ A SÔNIA ABREU JÁ…

– Comandou Trio Elétrico
– Dividiu o palco com o Jimmy Cliff
– Discotecou por quase todo o Brasil

banda-sonia-abreu
(SESC Pompéia)

Montou uma banda com 22 integrantes
– Tocou para milhares de pessoas numa única apresentação
– Gravou um CD.

E você, vai fazer o que hoje? 🙂

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *